Como reduzir custos com a direção defensiva

O trabalho dos caminhoneiros nunca foi fácil. A precariedade da maioria das estradas do país, o custo do combustível oscilando o tempo inteiro e os custos com a manutenção do caminhão – principalmente por causa das estradas danificadas – fazem que cada dia de trabalho do motorista seja um desafio.

Mas sempre existe uma forma ou outra de amenizar os custos, já que esse fator pesa muito nas despesas do caminhoneiro. Você sabia que dirigir com cautela – praticar a direção defensiva – pode trazer economia monetária para caminhoneiros?

 

Direção defensiva

 

É importante que você primeiro saiba o que envolve a direção defensiva. Ela compreende um conjunto de ações que tem como foco antecipar os acontecimentos e diminuir a possibilidade do motorista se envolver em acidentes. O que contribui muito para isso, é que o condutor adote uma postura mais cautelosa e atenta no trânsito.

Ela deve ser praticada independente de situações, fatores e condições climáticas diversas. Isso quer dizer que, faça chuva ou faça sol, você deve estar muito ligado ao trânsito.

 

Vantagens da direção defensiva

 

  • Evita acidentes e danos na carga;
  • Bom posicionamento da empresa/caminhoneiro perante a sociedade;
  • Evita custos extras;
  • Garante a conservação do veículo ou da frota;
  • Evita multas de trânsito;
  • Economia no combustível;

 

Como implementar a direção defensiva na empresa?

 

O gestor deve incentivar gradativamente a prática da direção defensiva por parte dos seus colaboradores caminhoneiros. Cartilhas gratuitas do DENATRAN sobre o tema e sobre primeiros socorros, podem ser usadas como assunto de debate entre os motoristas da empresa. Assim, todos ficam por dentro dessa questão.

Existem cursos online – gratuitos ou não – que podem auxiliar na abordagem do assunto com os caminhoneiros. Entretanto, é importante encontrar uma forma de mensurar o aproveitamento deles em relação ao curso, ou seja, uma forma de perceber se eles aprenderam de fato sobre direção defensiva.

Outra questão que ajuda muito, é o canal de denúncias ou elogios, um adesivo que é colado atrás do caminhão. Normalmente é escrito “Como estou dirigindo? Ligue para: xxxx xxxx”. Essa é uma boa forma de estar por dentro da conduta dos motoristas da empresa.

E claro, uma recompensa por boas práticas no trânsito é bem-vinda. Um dia de folga, um almoço ou um bônus no final do mês – se aquele determinado motorista não tiver recebido nenhuma ligação de má conduta no trânsito – são benefícios que podem ser colados em prática.

 

Quando a direção defensiva depende apenas de você

 

Quando se é motorista autônomo, talvez seja mais fácil, ou não. Algumas pessoas possuem grande dificuldade de se policiar em relação a certas coisas. A falta de tempo e outros compromissos podem facilmente se tornarem desculpa para realizar uma ultrapassagem perigosa ou tomar uma dose de remédios para tirar o sono, por exemplo.

Por isso, tenha cuidado e atenção no trânsito e tenha cautela em cada quilômetro rodado. Trata-se de manter intacta a carga, o caminhão e, principalmente você. Pequenos cuidados podem fazer a diferença no seu bolso, na sua vida e na vida das pessoas. Então, como reduzir os custos com a direção defensiva?

 

Como reduzir custos, afinal?

 

Existem algumas ações que, quando evitadas, contribuem para a redução dos custos. EVITE:

  • Dirigir com sono ou sob efeito de remédios;
  • Fazer ultrapassagens perigosas;
  • Usar o celular enquanto dirige;
  • Ficar colado nos outros veículos;
  • Circular com o veículo desengrenado;
  • Descansar o pé na embreagem;
  • Manter a mão no câmbio;

Estes três últimos exemplos que citamos e que devem ser evitados, são considerados vícios que o motorista adquire com o tempo. Pisar menos no acelerador e trocar a marcha no momento certo ajudam a economizar combustível e a não desgastar determinadas pelas do caminhão.

Outro ponto que colabora para uma direção defensiva e evita custos maiores é realizar um curso de manutenção, não com o intuito que você vire o mecânico integral do seu caminhão ou evite os gastos de manutenção que o caminhão gera para a empresa. Mas, no sentido que pequenas questões você possa resolver de imediato, para evitar problemas futuros maiores.

Um exemplo é a troca de pneu. Se você perceber que o pneu furou e conseguir trocar assim que percebe, evita que o pneu se solte causando algum acidente depois.

A questão da velocidade também influencia na redução dos custos, pois caso precise frear repentinamente, ocorre um maior desgaste dos pneus e consumo de combustível. Então, sempre que puder ande dentro do limite de velocidade permitido em cada lugar.

Um aspecto que colabora com tudo isso, é realizar um planejamento das cargas. Ou seja, ter detalhado datas e horários de entregas, mas sem precisar acelerar o tempo. A ideia é que com esse controle da agenda você consiga ser mais prudente na estrada e que não use a falta de tempo como desculpa para deslizes no trânsito.

Com boas práticas de direção defensiva, seu caminhão, sua vida e a vida das outras pessoas agradecem.